sábado, 18 de julho de 2009

Parapsoríase em placas

O que é?
Doença de causa desconhecida que forma lesões cutâneas com poucos sintomas, mas de curso arrastado e refratárias ao tratamento. De acordo com a forma de manifestação, divide-se em parapsoríase de pequenas placas e de grandes placas.
Alguns autores consideram a parapsoríase uma fase inicial da micose fungóide, uma forma de linfoma, podendo evoluir para ela após alguns anos.
Manifestações clínicas
As lesões acometem principalmente o tronco, coxas e braços e são avermelhadas e com descamação em sua superfície. Geralmente são assintomáticas, mas pode ocorrer prurido (coceira) discreto.
Na parapsoríase de pequenas placas, as lesões têm menos de 5 centímetro de diâmetro, são róseas, avermelhadas ou arroxeadas e de limites bem precisos, podendo ser um pouco elevadas e surgindo em número variado.
Na de grandes placas, as lesões adquirem tamanho maior que 5 centímetros e a coloração varia de rósea a acastanhada. São planas e recobertas por fina descamação. Esta forma é a que tem maior propensão para evoluir para a micose fungóide, que deve ser suspeitada caso as placas comecem a se tornar elevadas.
Tratamento
O tratamento depende de cada caso e não existe uma medicação que elimine definitivamente a doença, que deve ser mantida sob controle. Corticosteróides de uso tópico e sistêmico podem ser utilizados e também a terapia com PUVA, que consiste na aplicação de ultra-violeta A associada com medicamentos que favorecem a absorção da radiação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário